Seguidores

terça-feira, 20 de março de 2012

QUANTO CUSTA O PERDÃO DE DEUS

Você já parou para pensar o preço de um perdão? Já parou para pensar o quanto cobraria a uma pessoa o seu perdão? Para aquela pessoa que te magoou tanto, ou infringiu uma lei que você mesmo criou?


Já parou para pensar e descobrir quanto custa o perdão de Deus?

Quando somos infiéis à Ele, quando somos desobedientes à sua palavra, quando somos servos medíocres em amor, tudo isso entristece o coração de Deus e traz à você um peso de culpa. Mas, qual o preço do perdão de Deus? Eu te digo: o custo do perdão de Deus é o A R R E P E N D I M E N T O. Não há outro meio de obtermos o favor do perdão. Não outro meio de chamarmos a atenção e o socorro de Deus para o perdão dos nossos percados, senão o ARREPENDIMENTO.

Se o custo do perdão para Deus é o arrependimento, porque então, vendemos caro o perdão do nosso irmão. Porque vendemos muito caro o perdão aos nossos inimigos. Não é verdade que somos inimigos de Deus quando o traimos e o negamos? Não é verdade que nos tornamos amantes do pecado quando escolhemos dar lugar à carne e não ao espírito? E depois de tudo o que fazemos deus só nos faz uma exigência para nos perdoar, que é o ARREPENDIMENTO.

Passam dias e dias, semanas e semanas, meses e até anos, enão conseguimos perdoar o nosso irmão, pois achamos os donos da verdade e acima da razão. Somos, neste periodo, o juíze do pecado do nosso irmão. Colocamos condições para o nosso próximo merecer o nosso perdão, como se nós, igualmente pecadores e imundos fossemos justos.

Em Isaias diz que nossa justiça é como trapo da imundícia (Isaias 64:6). Trapo da imundícia é como era chamado os panos que as mulheres da época usavam para conter o fluxo menstrual. Isso pode não parecer muita coisa, mas na época era uma ocasião de vergonha e horror. A mulher menstruada era considerada imunda e sobre ela recaiam sérias privações como não freqüentar lugares públicos e nem mesmo orar. O simples toque de uma mulher neste estado, tornava tudo o que fosse tocado imundo também. Imagine, agora, o valor que teria naquela época o tal trapo da imundícia. É exatamente isso o quanto vale nossa justiça.

Imagina... Somos juízes comparados a TRAPOS DE SANGUE MENSTRUAL. E ainda nos consideramos os puros, corretos, exemplos, imaculados, iguais à Jesus.

O trágico de tudo isso é rompermos a comunhão com Deus, ou fazer outros romperem. Deus ama perfeitamente e seu amor é uma atitude em ação. Ele é verdadeiro, fiel para com seu povo e suas promessas. Mas, graças a justiça de Deus, a ruptura não é irreparável, a esperança não está perdida. O Senhor pode curar, consertar, e fazer tudo novo. O perdão está disponível e é GRAÇA DE DEUS.

Não esmague a cana quebrada. PERDOE e RECEBA O PERDÃO.

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Olá meus queridos irmãos, Graça e Paz.
É bom encontrarmos textos que fortalece a nossa fé e nos edifica. Parabéns pelo trabalho maravilhoso que desenvolve aqui é muito edificante. Os dias que vivemos são de tribulação, lutas e resfriamento na fé, e de muitas heresias onde muitos se estão alimentando, de alimento não sólido e contaminado, por isso adoecem espiritualmente, e poucos se importam com isso. Sejam os meus amigos irmãos os vasos de livramento, para mostrar o grande amor de Jesus. Trazendo mensagens edificantes aos nossos corações. Fico feliz quando encontro alguém que escreve com amor e dedicação. Aprendemos uns com os outros crescemos na graça no amor e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo. Quero aproveitar a oportunidade para partilhar o meu blog : Peregrino E Servo. Vou ficar muito feliz com sua visita e comentários. Deus te abençoe ricamente.